sexta-feira, junho 24, 2011

Saber amar


O que é esse tema tão polêmico? Saber amar é possível?
O psiquiatra argentino Jorge Bucay revela em seus estudos que a medida do amor é dada não pelo quanto estamos dipostos a nos sacrificar por alguém, mas o quanto estamos dispostos a desenvolver nossa autonomia.
Portanto a idéia de que quando escolhemos alguem temos que passar a sermos um só cai por terra, pois a maior riqueza de viver a dois é a possibilidade de abrir espaço para que ambos possam ser quem são.
Muitas pessoas, no entanto, acreditam que precisam renunciar a si memos para estar junto de alguém.
A verdade é que a base de uma relação está exatamente no quanto consigo ser eu mesmo quando estou ao lado de quem amo.
Jorge Bucay acredita que o amor é a disposição de trabalhar intensa e comprometidamente para a liberdade da outra pessoa. Para  que ela possa ser o que quer ser, e não o que gostaríamos que fosse.
oestadao.com.br
Esse mesmo especialista revela que a relação afetiva é o espelho que reflete quem somos, nossas qualidades e defeitos.
 Somos incapazes de nos enxergar por completo, para isso, durante nossa vida buscamos nos conhecer, através do outro (família, amigos, o ser amado).
 Mas nenhum espelho reflete como a pessoa amada, pois temos diante de nós, alguém que nos vê. Assim, podemos nos conhecer e nos aprimorar.
Partindo nessa perspectiva, quando acusamos o outro pelos seus defeitos, estamos muitas vezes negando nossos defeitos.
 Como não admitimos isso, achamos mais fácil apontá-lo fora, e não em nós.
As características que não temos não nos perturbam quando aparecem no parceiro. Só nos causa aborrecimento, o que revela uma parte renegada de nosso ser.
Sabe aquela história: vou mudar por sua causa. Desconfie!
Principalmente para as mulheres, no caso de se encantarem por um homem que diz: "Antes de te conhecer minha vida era um caos, vivia perdido no mundo, pulando de braços em braços, sem desfrutar nada. Agora com você, vivo no paraíso. Parece um sonho."
Apesar do discurso encantador, um sinal de que o parceiro pode ser um bom companheiro é quando ele diz: "Antes de te conhecer, minha vida era maravilhosa. Eu era tão feliz, vivia tão bem comigo mesmo, me curtia tanto. Agora com você estou ainda melhor."




A quem deseja se aprofundar no assunto buscar leitura no livro que inspirou o texto: Amar de Olhos Abertos (ed. Sextante)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muito feliz de você estar aqui, quando você comenta me deixa ainda mais....

Constelações Familiares e o poder do AGORA

créditos de imagem para sandragamero.com Se você ainda não conhece a prática das constelações familiares esta é uma excelente oportuni...