terça-feira, outubro 30, 2012

Quando um casal decide se afastar




"É como desenformar bolo mal acabado. Sempre fica pedaço na forma... Pedaços que doem num ou noutro..."



Marcelo Bandeira
 

Pode o amor resignar-se? Pode o amor manter-se perplexo? Existe uma fragilidade insuspeitada no amor,
que pode torná-lo apático, indiferente?
O amor pode se perder, ser acometido de um estado permanente de inconsciência?

Acredito que não. Definitivamente, não.

O amor muda o significado das coisas, modifica o lugar das coisas, muda o tempo das coisas.

O amor, quando existe, é inextinguível. Sob determinadas circunstâncias ele simplesmente permanece incólume em algum lugar interno. Lugar indestrutível, inantigível pelas dificuldades da vida: o mais profundo refúgio, casamata, bunker, a última fonte vital de que dispomos para extrairmos energia, entusiamo, esperança, para intervir sobre um mundo tão dilacerado pela desumanidade e pelo egoísmo.
Pode um amor acabar?


sexta-feira, outubro 26, 2012

O que é Proscratinação?




Como qualquer outra doença, a "desculpite" vai piorando se não for tratada adequadamente.
 Quem é vítima dessa doença da mente assim raciocina: "Não estou indo tão bem quanto devia.
Que álibi poderia apresentar para salvar as aparências?
Vejamos:
saúde má?
 falta de instrução?
idade demais?
mocidade demais?
 má sorte?
 infelicidade?
 a esposa?
 a educação que recebi de minha família?"

 Uma vez que a vítima da doença do fracasso tenha escolhido uma "boa" razão, apega-se a ela, e nela se apóia para explicar a si e os outros por que não progride.

Vamos pensar um pouco mais sobre o que estamos deixando para fazer amanhã. Por que não fazer agora?

É. AGORA!!
Dizer que ama, agora.
Começar um exercício físico, agora.
Mudar a vida, agora.

A maioria das doenças (ansiedade e depressão) são doenças relacionadas ao passado ou ao futuro.
Damos desculpas a nós mesmos, que tentam justificar nosso comportamento 'procrastinador'.

"Ah! deixa para depois. Só vou fazer quando eu tiver dinheiro" ou "... quando eu for magro"

São pensamentos racionalizadores de fuga, que vem da falsa ilusão, como se houvesse uma  magia, de que um dia conseguiremos realizar, mas esse dia não chega nunca.

Pare de deixar para amanhã o que pode fazer hoje! 

(quem deseja aprofundar no assunto leia: O PODER DO AGORA)

quarta-feira, outubro 24, 2012

Isso também passará



A vida é tão amorosamente surpreendente que, às vezes, no auge da nossa tristeza, ela aparece com um presente que faz diminuir o tamanhão da nossa dor.
Ele não cura, mas a gente lembra que a oportunidade de viver é algo bem maior, bem mais precioso, bem mais bonito,
enquanto o desembrulha."

Ana Jácomo
 

segunda-feira, outubro 22, 2012

O Enigma da rosa!


 Estava eu aguardando meu voo neste final de semana com  duas amigas.. foi então que, durante conversas e maquiagens no banheiro, vimos algo que nos instigou e rendeu muitas reflexões. Trata-se de um enigma que estimula o universo feminino.

É certo que as rosas instigam romantismo às mulheres. Receber rosas de alguém é um deleite de sonhos, é um brilhantismo muito específico do mundo feminino. Talvez os homens nem saibam, mas as rosas são como um encantos que podem ser presenteados!

Não pude deixar de lembrar-me da primeira vez que ganhei rosas... fui tomada por um sentimento único e glamouroso. Era muito nova ainda, estava no segundo grau, pré-vestibular (como se dizia antigamente, acho que hoje é ensino médio) enfim naquela época em que temos as primeiras fagulhas do que pensamos ser amor.

Foi então que, durante uma aula, toda a turma se virou para ver um lindo bouquet de rosas através do vidro da porta. É isso mesmo, mandaram entregar na sala de aula. O entregador esperava a hora do recreio para então entregar a sua encomenda. Todas as meninas ficaram alvoroçadas pela curiosidade em saber para quem seriam as lindas rosas.

Para minha surpresa, chegada a hora do recreio, qual estupefata fiquei quando meu nome foi chamado, ou melhor fiquei vermelha e cheia de dúvidas. Como assim para mim? Logo, pela minha timidez, pensei que era engano, pois pensava quem haveria de ter tido a ousadia de me expor daquela forma? Quem seria esse que gostaria que todos soubessem que eu era especial? Claro, no fundo eu estava fervilhando de emoções!!

Fiquei primeiro com raiva, medo, susto, alegria, tudo misturado. Por alguns minutos, fui alvo de todos os olhares da turma, as meninas davam gritinhos e diziam: “Abre o cartão, abre, abre. De quem é?”

Sim, é mesmo, havia um cartão, minha timidez havia me congelado...

Bem, voltemos então ao aeroporto, lá do início, estávamos no banheiro e vimos uma linda rosa vermelha, jogada no lixo. Jogada não, pois uma rosa acho que não é jogada
Mas uma rosa deixada ali, no lixo!

Olhamos a cena! Arquétipos logo foram acionados. Por que alguém jogaria uma rosa no lixo? Considerando toda simbologia que ela representa para nós mulheres. 

(Até hoje só conheço uma mulher que não gosta de receber flores, uma amiga muito querida, a qual as flores a lembram do funeral de seu pai.)

Ficamos ali pensando e analisando a situação. A primeira amiga, que tem um modo muito prático de pensar, disse que o motivo teria haver com a inconveniência de receber uma rosa em pleno aeroporto, isso então teria feito a moça a deixar no lixo.

Ah! Mas recebida de alguém que se tem afeto, jamais seria motivo para tamanha exclusão.

A outra amiga, assim como eu, pensamos que a rosa teria sido dada por alguém de quem foi causada grande mágoa, sendo o fato de deixar ali, como um ímpeto de vingança. Quem poderia ter sido assim tão ferida?

Sim, amigos, pois deixar uma rosa vermelha, fresca, como aquela, com seu lindo botão aberto não é algo assim simples, como atirar um chiclete no lixo.

Bem , enfim, gostaria de saber a opinião de vocês. Afinal qual seria a motivação de abandoná-la no lixo à sua própria sorte?

Então ajude-nos a resolver o enigma da rosa, ou ao que te remeteu esse breve relato, 
deixe sua versão....

sexta-feira, outubro 19, 2012

Para que serve uma paixão?

 



“Paixão é uma infinidade de ilusões que serve de analgésico para a alma. As paixões são como ventanias que enfurnam as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveriam viagens, nem aventuras, nem novas descobertas”.
Voltaire
 
Na paixão, além de sentir aquela sensação arrebatadora de se ver nos olhos do outro
também buscamos o que o outro é capaz de nos oferecer que não estamos sendo capazes de suprir em nós mesmos.
Paixão vem de repente, sem perceber ela nos arrebata,
mas tem hora e dia para acabar...
É, ela não dura muito. Já ouviu a expressão 'fogo de palha'?
E quando ela vai embora... transforma-se em tamanha dor.
Mas em sua inexorável forma vale pensar o que é que a outra pessoa te trouxe, para onde te transportou que você talvez não estivesse conseguindo se transportar só?
O que ela te ofereceu que você não estava sendo capaz de se oferecer?

Pense nisso...

domingo, outubro 14, 2012

Escolha o que vai sentir hoje!

 
"Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim.
 
 
Charles Chaplin

 

sexta-feira, outubro 12, 2012

Todo adulto foi um dia criança!

"Saiba: todo mundo foi neném
Einstein, Freud e Platão também
Hitler, Bush e Sadam Hussein...
Saiba: todo mundo teve infância
Maomé já foi criança, Arquimedes, Buda, Galileu
e também você e eu(...)"


 

Que o dia das crianças te inspire a despertar a sua criança interior...
 

Constelações Familiares e o poder do AGORA

créditos de imagem para sandragamero.com Se você ainda não conhece a prática das constelações familiares esta é uma excelente oportuni...