sexta-feira, março 22, 2013

Síndrome da insensibilidade



Você já ouviu falar em alexitimia?
Significa a dificuldade em expressar e distinguir os próprios sentimentos.
A palavra vem do grego: a = sem; lexis = palavra; thymos = coração ou afetividade.
Significando, portanto, "não há palavras para as emoções".
Pessoas assim se esforçam constantemente para cortar a percepção e a vivência de sentimentos, sendo eles de dor psíquica, ou de prazer.
Isso decorre de um conjunto de mecanismos de negação, onde ocorre um desligamento da própria vida emocional.
Alguns autores apontam a supressão das expressões emocionais sendo associada a doenças do coração e do aparelho circulatório. Enfartos cardíacos que conduzem à morte súbita foram associados à alexitimia.
Alguns tipos de trabalho podem ser propícios para o aparecimento desta síndrome. Por exemplo trabalhos muito estressantes, geram uma deteriorização da afetividade e as pessoas deixam de demonstrar empatia, desconsiderando os sentimentos das outras pessoas, tornando-se indiferentes.
Instalando-se assim um processo de progressiva erosão da esfera afetiva nas pessoas que deixam de expressar suas emoções.
Os prejuízos deste embotamento afetivo, provoca graves problemas na esfera pessoal e profissional.
A esse embotamento dos sentimentos, na medida que produz indiferença, impede que germinem interaçoes humanas criativas e construtivas, no trabalho e na vida pessoal.

Pense nisso!

2 comentários:

  1. Nossa muito interessante, acho que hoje em dia as pessoas tendem mais a ter alexitimia.


    Beijos
    http://raquelconsorte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Raquel! Concordo com vc! Hoje estamos na era da insensibilidade... em tempos de indivíduos cada vez mais fechados em suas caixas. Mundo onde a palavra solidariedade tem perdido o sentido!

    Beijos querida!

    ResponderExcluir

Fico muito feliz de você estar aqui, quando você comenta me deixa ainda mais....

Constelações Familiares e o poder do AGORA

créditos de imagem para sandragamero.com Se você ainda não conhece a prática das constelações familiares esta é uma excelente oportuni...