Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

É hoje

Eu não tenho nada haver com isso

1-Parece estranho, mas é isso que devemos adotar em nossas vidas. Uma atitude de menos preocupação com a vida alheia. Quanto mais isso acontece, mais você se preocupa em fazer de tudo para manter as aparências, mostrar que é bonzinho e merece ser amado. Não seja o que os outros querem que você seja. Você não tem nada haver com o que pensam sobre você. É direito delas gostar ou não do que você é.

2- Assista menos noticiários da TV. Já percebeu as mensagens negativas que recebe diariamente em sua casa, cobertas de medo, terror, pessimismo. Na minha casa não vejo, nem meu filho vê. Por que preciso saber quem matou quem, ou se roubaram isso ou aquilo?

3- Não se culpe, seja cúmplice de si mesmo. Uma coisa é acusarem você de algo, mas você se acusar é inútil, pois dentro de você está guardado seu consolador. Quanto mais culpa, mais dor, menos você irá querer estar sozinho contigo e irá buscar consolo nos outros, se tornará dependente afetivo. Dependente da aprova;cão alheia.

4- Não tente imped…

Não fazer mais nada

“Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho…o de mais nada fazer.”

Clarice Lispector

Qual sentido do natal?

"Melhor do que todos os presentes por baixo da árvore de natal é a presença de uma família feliz."

desconhecido

Existe Alma Gêmea?

Várias pessoas me escrevem dizendo que tem dúvida acerca do amor de sua vida.
Chamem como quizerem: alma gêmea, amor da vida, o escolhido de Deus...
no fundo a intenção é a mesma.

É incrível como temos dúvidas quando estamos nos relacionando com alguém
Opa! Eu disse DÚVIDA.
Esse já é um sinal.

Dia desses conversava com uma amiga muito querida e ela disse que já havia encontrado com sua alma gêmea, mas que foi no passado, e hoje já tem marido e filhos e, simplesmente, desistiu...

Outra pessoa, também querida, disse que desistiu, pois se ama apenas duas vezes na vida, e não deu certo com ela.. (?)
Me pergunto o que leva sempre alguém a acreditar que não merece usufruir da plenitude de poder vivenciar o poder do amor genuino.
Dizia um terapeuta, mestre Nilton: "Sabe o que acontece quando você encontra sua alma gêmea e não está preparado para ela? Você simplesmente chuta para bem longe."

Pensando nisso trouxe trechos de Cristina Cairo, que é uma estudiosa do assunto:

As pessoas que já enco…

Qual a sua urgência?

"Sou composta por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas, absolutas. Me entupo de ausências, me esvazio de excessos. Eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos."

(Clarice Lispector)

Por que escolher o caminho mais difícil?

Minha vida está acontecendo por aí em algum lugar sem a minha presença.
Refaço mil vezes a mesma pergunta: por que busco situações, e também pessoas, difíceis para minha vida?
Você já se sentiu sequestrado? Que esta não é a vida que você planejou?
Se pergunta, sempre, se o caminho agora é "aceitar"?
Mas se você aceitar, poderá apenas entrar no caminho da acomodação.
Porisso pare de sonhar acordado.
Simplesmente aja, olhe para frente!
Não dê a ninguém a régua que mede seu valor!
Você não pode desistir, caso contrário, buscará sempre um culpado pelo fato de não ter persistido no seu desejo.

Desocupe a sua casa

"Tem dor que vira companhia. Olhando de perto, faz tempo que deixou de doer, só tem fama, mas a gente não solta. Quem sabe, pelo receio de não saber o que fazer com o espaço, às vezes grande, que ficará desocupado se ela sair de cena. Vazio é também terreno fértil para novos florescimentos, mas costuma causar um medo inacreditável.


Quando, finalmente, criou coragem e deixou de dar casa, comida e roupa lavada para a tal dor, ela desapareceu." Ana Jácomo

O que você faz com seu tempo?

Há um lado meu que pede: “Mande tudo para para o brejo” E outro que ainda insiste: “Mais um pouquinho de paciência, só um pouco mais.
Nisso já se foram 10 anos..

A consciência da morte nos ajuda a viver

Uma das características do ser humano mortal é ter consciência de sua temporalidade. Ele não viverá  para sempre. A morte o acompanha desde o início do caminho.
Este sempre foi um drama terrível para os seres humanos.
Com respeito à consciência da morte, Reich questiona acerca de: por que perdemos a capacidade de nos sentir parte do todo? o que nos impede?
Enquanto o ser humano não se sentir parte do universo, não deixará de destruir a natureza, pois pensamos erroneamente, que não nos afeta diretamente.
Reich afirma que a falta da capacidade de nos sentirmos integrado através da consciência de que somos parte da natureza, ocorre porque, até mesmo nossa chegada ao mundo não foi adequada, isto é, não fomos bem recebidos.
Ao nascermos, somos afetados de diversas formas por agressões externas.
Tiram-nos de nossas mães logo após o parto, para limpar-nos, aplicar remédios, fazer exames, cortam o cordão umbilical antes de parar de pulsar.
Saimos de um ambiente de 36 graus do útero, e assim chega…