Pular para o conteúdo principal

DesApego

meioconfidencial.blogspot

O mundo, a família, os amigos, os mais chegados ou não, dizem- porque também assim ouviram- que devemos ficar mais ativos, cabreiros, com os pés bem atrás, ser trouxa nunca, ser esperto sempre, sem maldade jamais.
Quando você se torna um bom aluno dessa escola: Não vem de garfo que hoje é dia de sopa; você recebe o diploma de ADULTO, crescido, maduro, vivido. Então, para alguns, pode acontecer de que a própria vida nos leve para outros caminhos, de outros mundos, de outros valores, de outras propostas, com uma orquestração totalmente voltada para a eternidade, para a essência espiritual, para um DES- envolvimento.
 Aí vem a entrega/desapego. DES- aprender é muito mais difícil do que aprender. Uma vida de descoberta interna, uma rota de busca interior profunda requer entrega/desapego. Uma simples massagem requer entrega, soltar os músculos. Um abraço precisa disso...Uma sessão de terapia sem entrega se torna conversa fiada. O trabalho de des-construção é muito árduo. Por isso, para entrar profundamente no trabalho de descoberta do si mesmo mais profundo é necessário a desconstrução (com carinho e delicadeza, com orientação de preferência). Essa des-construção nos dá uma sensação interna de morte, pois o que foi construído o foi por sobrevivência e deu trabalho, colocamos energia nisso.
E a dor advinda é ainda o apego, o pé atrás. Uma das benesses que a vida nos colocou para nos ajudar nesses momentos, além de outras, é a terapia com florais. Me vem duas essências californianas: Crysanthemun e Angels Trumpet que vão estar alinhadas com essa proposta da entrega, do des-apego. Não existe um método pronto para entregar, para desapegar...A própria onda inédita da vida, única, eterna, carregada de continuidade sem travamento nos conduz a esse estado ou não...
Essas essências ajudam muito quando tomadas um bom tempo, num contexto de um trabalho intencionado para isso. A entrega é necessária no amor, na arte, no trabalho, no contato contigo mesmo, com a natureza...
E o desapego, como dizem os adolescentes de hoje, é saber que a fila anda, que a vida é dinâmica e ela tem um rítmo, apesar dela respeitar profundamente o nosso, mesmo estando muitas vezes desvinculados do dela, que é mais recomendável...Nessa nova proposta não precisamos ser bobos, nem imbecis, porém também não precisamos ficar de tocaia, des-confiando da nossa luz, da nossa origem, do nosso destino...Para ilustrar essa reflexão, ofereço um pequeno conto russo, que extraí do livro:
Histórias para acordar da Diléa Frate...Sugiro ir desarmando, baixando a guarda, respirando leve e profundo, lendo o conto com um fundo musical lindo onde Mercedes Sosa canta: Volver a sentir profundo como un niño frente a Dios.
Era uma vez uma floquinha de neve que vivia no alto de uma montanha gelada. Um dia, apaixonou-se perdidamente pelo sol. E passou a flertar descaradamente com ele. -Cuidado!!!, alertaram os flocos mais experientes: Você pode derreter. Mas a floquinha não queria nem saber e continuava a olhar para o sol, que com seus raios a queimava de amor. Ela nem percebia o quanto se derretia...Ficou ali ainda um bom tempo, só se derretendo, se derretendo. Quando viu, era uma gotinha, uma pequena lágrima de amor descendo, com nobreza e delicadeza, a montanha. Lá embaixo, um rio esperava por ela.



 "Escritos de alma para alma" no www.hercolesjaci.wordpress.com


Hércoles Jaci é Psicólogo clínico e Organizacional; formado em 1980. Doutor Honoris-Causa em Ciências da Saúde pela Unimec International e OMS-Organizção Mundial da Saúde. Mestrado em Gestão de Pessoas, Subjetividade e Análise do Discurso. Formação em terapia de família e de casais. Formação em psicoterapia sistêmica e expressão/soltura corporal. Um dos precursores da Terapia com florais no Brasil. Trabalha como psicoterapeuta, consultor e palestrante. A entrega tem sido um grande desafio como pessoa em des-envolvimento. A fé, a conexão, a generosidade e a alegria: grandes aliadas.

Comentários

  1. Olá, eu vim lá do mosaico de luz, e adorei seu cantinho encantador, pois vou ficar por aqui, ok....Beijos Floridos...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Fico muito feliz de você estar aqui, quando você comenta me deixa ainda mais....

Postagens mais visitadas deste blog

Constelações Familiares e o poder do AGORA

Se você ainda não conhece a prática das constelações familiares esta é uma excelente oportunidade para que você seja conduzido através desta ferramenta fantástica de autoconhecimento.
Ela atua a partir das nossas histórias e mitos familiares. Ajudando-nos a perceber mais claramente QUEM SOU EU e PORQUE ESTAMOS VIVENDO DE UMA FORMA QUE NÃO GOSTAMOS e até mesmo POR QUE TENHO UM SINTOMA QUE NÃO COMPREENDO ou POR QUE TENHO UM PADRÃO DE COMPORTAMENTO que não gostaria de ter.
As Constelações  Familiares são uma ferramenta poderosa para limpar nosso corpo emocional. Liberam a energia psíquica vinculada a traumas do passado, facilitando nosso processo de vivenciar o poder do AGORA.
A constelação atua sobre nós a partir de imagens que são captadas e processadas pelo nosso cérebro. Quando o facilitador configura uma constelação utilizando representantes para cada pessoa ou elemento relacionado com o assunto de que se trata, cria-se uma imagem do conflito e da origem do mesmo, seja ele sistêmico o…

O que é o caráter oral?

Quando a cofiança não é adequadamente suprida na infância há uma fixação no caráter oral, assim expressa a bioenergética de Lowen.
Mas o que significa a pessoa de caráter oral?

São pessoas que vão em frente, mas sentem um buraco enorme, acompanhado de uma forte sensação de privação.
De forma inconsciente se recusam a crescer, pois ficam esperando o tinham direito de receber na infância e não receberam. O mundo todo deve algo a ela.

São pessoas que esperam muito que alguém supra suas necessidades de ser feliz, ou que através da compulsão tentam tampar o buraco afetivo.

Dessa forma, acham que deveriam ter um emprego e não que deveriam buscar um emprego.
Tudo deve vir até ela porque ela tem o direito de ser cuidada.

Idealiza a mãe perfeita!
É um indivíduo crítico, exigente, muitas vezes apresetna um caráter opositor.

Não consegue construir (um bebê não precisa construir)
O adulto precisa realizar, mostrar.
É difícil para este tipo de adulto entrar em contato com sua falha básica, pois tem um burac…

Simbologia dos pés

Para Freud, o pé teria um significado fálico e o sapato seria um símbolo feminino. Cabe ao pé adaptar-se ao sapato. Existe até um provérbio que diz: "é preciso encontrar um sapato para o seu pé"
Nesta perspectiva, o pé é um símbolo erótico tanto nos povos primitivos quanto nos civilizados, sendo por vezes considerado um fetiche sexual. Não é atoa que é costume das mulheres enfeitarem tornozelos com jóias.

Não podemos deixar de lembrar do conto da Cinderela, que perde um de seus sapatinhos no baile real. O príncipe, que no baile se apaixonara por ela, vai procurar a dona do sapatinho.
Este mesmo tipo de conto pode ser encontrado nas tradições do Egito antigo. Como por exemplo, a estória da cortesã que teve suas sandálias roubadas por uma águia enquanto tomava banho. A águia levou as sandálias ao faraó, que admirado com o refinamento das mesmas e imaginando os pés que as calçavam, procurou esta moça em todos os lugares do reino e, encontrando-a, desposou-a.
Este mito encontra-se f…