Pular para o conteúdo principal

Quem disse que dinheiro não traz felicidade?

peloseubolso.worpress.com
A conexão que temos com o dinheiro é uma relação sumariamente de afetividade. Assim como aprendemos a nos relacionar com as pessoas, também com o dinheiro vamos construindo o significado afetivo da energia monetária. Portanto aquilo que ouvimos em nossa infância exerce um sentido fundamental para nós que, por vezes merece ser desvelado para que tenhamos uma melhor compreensão de porque gastamos tanto ou porque não conseguimos usufruir dos benefícios do dinheiro sem culpa, em fim, inúmeros sintomas podem revelar o que somos através de nossa relação com o dinheiro.
 Ao contrário do que muitos pensam, o dinheiro não muda as pessoas, ele revela quem realmente somos. Percebemos várias pessoas que dizem "Não posso ter dinheiro  pois seria muito agressivo com as pessoas, mandaria em todo mundo." 
Está claro que esta relação com o dinheiro é de desprezo, pois ao longo de sua vida apreendeu o significado de que quem possui dinheiro manipula as pessoas, portanto foi desprezado por não possuir quantias significativas para dar o troco.
Por outo lado aqueles que estão sempre com dívidas obviamente possuem problemas de limite interno, pois negligenciam seu prórpio orçamento, ou porque crêem que o mundo lhe deve sempre algo, ou porque tem dívidas mais profundas a nível  afetivo.
Quanto mais temos dívidas financeiras, mais necessidade há de perdoar algo (sentimentos ocultos por alguma situação ou alguém por quem fomos profundamente magoados).
Podem também demonstrar características de pessoas que tem estilo de vida acima das possiblidades, que tem costume de pedir emprestado e precisam sempre trabalhar mais para pagar as contas, acabam tornando-se escravo dos outros.
Devemos refletir sobre a relação que nos envolve com o dinheiro e afastar a idéia de que o dinheiro está sempre faltando, pois ele nunca falta, já que é uma energia. Se  não conseguimos lidar bem com essa energia devemos nos questionar se temos desprezo, desapego, raiva ou culpa pelo dinheiro.
<><> <><> <><>
organismo.art.br
Ser menos reativos ajuda, na hora de pagar uma conta é melhor agradecer,  pois usufruimos do bem que agora necessitamos pagar por ele.
É preciso desejar a riqueza para todos e não só para si. O dinheiro é uma energia que precisa circular.
Realmente dinheiro não traz felicidade, quem traz é você. O dinheiro é um veículo que pode ser usado para a liberdade.

Comentários

  1. Anônimo27/4/11

    Dinheiro? será? rsrs

    Tem um ditado popuar que diz que ele é o maior falso que existe justamente porque circula na mão de todo mundo. É mole? rss

    Ah! Diz tb o poeta Victor Hugo:

    Desejo primeiro que você ame,
    E que amando, também seja amado...

    ...desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
    Porque é preciso ser prático.
    E que pelo menos uma vez por ano
    Coloque um pouco dele
    Na sua frente e diga "Isso é meu",
    Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

    valew

    ResponderExcluir
  2. Oi Ló,
    Amei o post....na espera do próximo!!!
    Exercitarei constantemente para resignificar os sentimentos negativos nesse fluxo de energia, é notório o êxito de situações que há movimento a favor e não de reclamações..
    Honro todas minhas contas!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Fico muito feliz de você estar aqui, quando você comenta me deixa ainda mais....

Postagens mais visitadas deste blog

Constelações Familiares e o poder do AGORA

Se você ainda não conhece a prática das constelações familiares esta é uma excelente oportunidade para que você seja conduzido através desta ferramenta fantástica de autoconhecimento.
Ela atua a partir das nossas histórias e mitos familiares. Ajudando-nos a perceber mais claramente QUEM SOU EU e PORQUE ESTAMOS VIVENDO DE UMA FORMA QUE NÃO GOSTAMOS e até mesmo POR QUE TENHO UM SINTOMA QUE NÃO COMPREENDO ou POR QUE TENHO UM PADRÃO DE COMPORTAMENTO que não gostaria de ter.
As Constelações  Familiares são uma ferramenta poderosa para limpar nosso corpo emocional. Liberam a energia psíquica vinculada a traumas do passado, facilitando nosso processo de vivenciar o poder do AGORA.
A constelação atua sobre nós a partir de imagens que são captadas e processadas pelo nosso cérebro. Quando o facilitador configura uma constelação utilizando representantes para cada pessoa ou elemento relacionado com o assunto de que se trata, cria-se uma imagem do conflito e da origem do mesmo, seja ele sistêmico o…

O que é o caráter oral?

Quando a cofiança não é adequadamente suprida na infância há uma fixação no caráter oral, assim expressa a bioenergética de Lowen.
Mas o que significa a pessoa de caráter oral?

São pessoas que vão em frente, mas sentem um buraco enorme, acompanhado de uma forte sensação de privação.
De forma inconsciente se recusam a crescer, pois ficam esperando o tinham direito de receber na infância e não receberam. O mundo todo deve algo a ela.

São pessoas que esperam muito que alguém supra suas necessidades de ser feliz, ou que através da compulsão tentam tampar o buraco afetivo.

Dessa forma, acham que deveriam ter um emprego e não que deveriam buscar um emprego.
Tudo deve vir até ela porque ela tem o direito de ser cuidada.

Idealiza a mãe perfeita!
É um indivíduo crítico, exigente, muitas vezes apresetna um caráter opositor.

Não consegue construir (um bebê não precisa construir)
O adulto precisa realizar, mostrar.
É difícil para este tipo de adulto entrar em contato com sua falha básica, pois tem um burac…

Simbologia dos pés

Para Freud, o pé teria um significado fálico e o sapato seria um símbolo feminino. Cabe ao pé adaptar-se ao sapato. Existe até um provérbio que diz: "é preciso encontrar um sapato para o seu pé"
Nesta perspectiva, o pé é um símbolo erótico tanto nos povos primitivos quanto nos civilizados, sendo por vezes considerado um fetiche sexual. Não é atoa que é costume das mulheres enfeitarem tornozelos com jóias.

Não podemos deixar de lembrar do conto da Cinderela, que perde um de seus sapatinhos no baile real. O príncipe, que no baile se apaixonara por ela, vai procurar a dona do sapatinho.
Este mesmo tipo de conto pode ser encontrado nas tradições do Egito antigo. Como por exemplo, a estória da cortesã que teve suas sandálias roubadas por uma águia enquanto tomava banho. A águia levou as sandálias ao faraó, que admirado com o refinamento das mesmas e imaginando os pés que as calçavam, procurou esta moça em todos os lugares do reino e, encontrando-a, desposou-a.
Este mito encontra-se f…