Pular para o conteúdo principal

Cadê minha cara metade?


Minha solidão é crônica, tem mais de década. Novidade é quando alguma história começa acontecer, mas o fim é tão próximo do começo que antes que a novidade se espalhe já vira notícia velha e então eu penso será que contar é que é o problema?
Na verdade, quando sugiro isso, acho que tô tentando deslocar o problema prá algum lugar que não seja eu, uma desculpa esfarrapada a mim mesmo na tentativa de aliviar o peso de ser talvez o próprio erro. Sou romântica, mas na carência já representei todos os tipos... desencanada,desavergonhada, descolada, até eu perceber que o que eu na verdade representavaera a pura mulher desesperada.
Sei que desesperada não é um tipo lá muito atraente, mas não fui durante esses dez últimos anos esse tipo de mulher, foi uma coisa que foi acontecendo de nove anos prá cá... sei lá...  não tem lógica!
Parece um feitiço, alguma maldição... é como se me sentisse sempre perto de conseguir a receita do meu prato preferido, que em algumas raras ocasiões eu experimento, gosto, aprecio, mas quando estou prestes a aprender como fazer para comer quando e como eu quero,os ingredientes já pereceram...
Ouço muito por aí que sou muito bonita, que meu corpo é sensacional, inteligência não me falta e também dizem que eu sou legal,bom com esse currículo por favor me explica qual é o ingrediente que me falta,pois deve ser o principal...
O tempo continua passando e eu acreditando nesse par que um dia chega e reverta esse mal”     

Nanda di Castro

Comentários

  1. amei seu blog e seus post..textos intensos... to seguindo,tá! se puder me visita lá no meu http://meussonhosdelirantes.blogspot.com e se gostar me segue tb...
    bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Fico muito feliz de você estar aqui, quando você comenta me deixa ainda mais....

Postagens mais visitadas deste blog

Constelações Familiares e o poder do AGORA

Se você ainda não conhece a prática das constelações familiares esta é uma excelente oportunidade para que você seja conduzido através desta ferramenta fantástica de autoconhecimento.
Ela atua a partir das nossas histórias e mitos familiares. Ajudando-nos a perceber mais claramente QUEM SOU EU e PORQUE ESTAMOS VIVENDO DE UMA FORMA QUE NÃO GOSTAMOS e até mesmo POR QUE TENHO UM SINTOMA QUE NÃO COMPREENDO ou POR QUE TENHO UM PADRÃO DE COMPORTAMENTO que não gostaria de ter.
As Constelações  Familiares são uma ferramenta poderosa para limpar nosso corpo emocional. Liberam a energia psíquica vinculada a traumas do passado, facilitando nosso processo de vivenciar o poder do AGORA.
A constelação atua sobre nós a partir de imagens que são captadas e processadas pelo nosso cérebro. Quando o facilitador configura uma constelação utilizando representantes para cada pessoa ou elemento relacionado com o assunto de que se trata, cria-se uma imagem do conflito e da origem do mesmo, seja ele sistêmico o…

O que é o caráter oral?

Quando a cofiança não é adequadamente suprida na infância há uma fixação no caráter oral, assim expressa a bioenergética de Lowen.
Mas o que significa a pessoa de caráter oral?

São pessoas que vão em frente, mas sentem um buraco enorme, acompanhado de uma forte sensação de privação.
De forma inconsciente se recusam a crescer, pois ficam esperando o tinham direito de receber na infância e não receberam. O mundo todo deve algo a ela.

São pessoas que esperam muito que alguém supra suas necessidades de ser feliz, ou que através da compulsão tentam tampar o buraco afetivo.

Dessa forma, acham que deveriam ter um emprego e não que deveriam buscar um emprego.
Tudo deve vir até ela porque ela tem o direito de ser cuidada.

Idealiza a mãe perfeita!
É um indivíduo crítico, exigente, muitas vezes apresetna um caráter opositor.

Não consegue construir (um bebê não precisa construir)
O adulto precisa realizar, mostrar.
É difícil para este tipo de adulto entrar em contato com sua falha básica, pois tem um burac…

Simbologia dos pés

Para Freud, o pé teria um significado fálico e o sapato seria um símbolo feminino. Cabe ao pé adaptar-se ao sapato. Existe até um provérbio que diz: "é preciso encontrar um sapato para o seu pé"
Nesta perspectiva, o pé é um símbolo erótico tanto nos povos primitivos quanto nos civilizados, sendo por vezes considerado um fetiche sexual. Não é atoa que é costume das mulheres enfeitarem tornozelos com jóias.

Não podemos deixar de lembrar do conto da Cinderela, que perde um de seus sapatinhos no baile real. O príncipe, que no baile se apaixonara por ela, vai procurar a dona do sapatinho.
Este mesmo tipo de conto pode ser encontrado nas tradições do Egito antigo. Como por exemplo, a estória da cortesã que teve suas sandálias roubadas por uma águia enquanto tomava banho. A águia levou as sandálias ao faraó, que admirado com o refinamento das mesmas e imaginando os pés que as calçavam, procurou esta moça em todos os lugares do reino e, encontrando-a, desposou-a.
Este mito encontra-se f…