terça-feira, dezembro 25, 2012

O sentido do natal!



Se é natal! por que ficar triste?
Convide Jesus para nascer no seu coração todos os dias...
Que Ele encha sua casa interna de esperança, leveza, perdão, e amor...
 
Feliz Natal!

 

sexta-feira, dezembro 21, 2012

Hoje é o fim do mundo!


Hoje é o fim do calendário maia.
Interessante, pois marca também um fato que só ocorre a cada 25 mil anos, o realinhamento dos planetas. A Terra, a Lua e o Sol, estarão alinhados com Alcyone, que é a Estrela maior, centro da Via Láctea.
Isso gerou especulações de todas as ordens em nosso inconsciente coletivo.
Percebo que o fim do mundo já começou, se olharmos ao redor há cada vez menos amor e solidaredade, pois vivemos na sociedade do consumo e da exclusão.
Destruímos o planeta coletivamente.
O fim do mundo não seria isso então?
O esforço cotidiano para obtermos e termos. Enquanto isso, a vida nos leva de turbilhão. Não nos dá tempo para pensar. Hipnotiza-nos. É o desajuste. A confusão. A depressão. É a contínua fantasia com o sonho de consumo. A angústia e os antidepressivos. A procura de não sei o quê para nos levar não sei aonde. É a incessante busca de algo para tentar dar sentido à própria vida e ser feliz.

quarta-feira, dezembro 19, 2012

O que você faz com seu tempo?


 
Sinto saudades
 
"Eu já me tornei tão sem tempo que mudei o modo de ver a coisa: é o tempo que anda sem mim."
 
Marcelo Bandeira

sexta-feira, dezembro 07, 2012

Paixão tem sentido?

 
"Apaixonar-se é isso: planejar o dia inteiro o que dizer e não falar nenhuma palavra ensaiada durante o encontro; é decorar uma vida sozinha para no fim improvisar a dois."
 
Fabrício Carpinejar

quarta-feira, novembro 21, 2012

Sobre a adoção

Pais e Filhos"Quando os filhos não podem ser criados por seus próprios pais, a melhor alternativa serão provavelmente os avós. Estes, em geral, se aproximam mais das crianças. Se conseguem atraí-las, quase sempre cuidam muito bem delas - e a devolução aos pais é bem mais fácil.
Não havendo avós vivos, ou caso eles não possam assumir o encargo, a próxima escolha é usualmente uma tia ou um tio. A adoção é o último recurso, e só deve ser cogitada quando ninguém da família está disponível."

 Se os pais adotivos agirem pensando somente no bem-estar da criança, a adoção provavelmente terá uma boa possibilidade de sucesso.
Mas geralmente os pais adotam por outros motivos como, por exemplo, não poderem ter filhos e assim "solicitam" à criança que os protejam de sua frustação. Quando é esse o caso, o fluxo básico do dar e receber fica comprometido e os pais sofrerão as consequências de seus atos ou sofrerão os filhos."


 Bert Hellinger, A Simetria Oculta do Amor, Ed. Cultrix.
 

sábado, novembro 10, 2012

O extrovertido e o introvertido


Jung escreveu sobre a tipologia humana que, segundo ele, "tipo é uma disposição geral que se observa nos indivíduos, caracterizando-os quanto a interesses, preferencias e habilidades."

Não há o objetivo de dividir as pessoas em padrões mas pode ser usado como um quadro de referencias.

São várias características descritas por ele mas vou falar somente do extrovertido e o introvertido. Quando esses dois se encontram, caso não entendam as diferenças entre si, pode haver confusão, principalmente se são casais.

Essas atitudes referem-se ao modo como cada um de nós prefere se relacionar com o mundo, o jeito mais confortável.

O Introvertido não é aquele do senso comum, fechado dentro de casa, depressivo.

Ele está preocupado em retirar energia do objeto
enquanto o extrovertido se norteia pelo objeto, amplificando o seu valor.

O introvertido é aquele que quando está muito cansado precisa parar, dormir, ler um livro para recuperar as energias.

Ao contrário, o extrovertido recompõe suas energias saindo, vendo gente, fazendo coisas.

O introvertido foca sua atenção no mundo interno de representações, ideias e sentimentos.

O extrovertido foca sua atenção no mundo externo de fatos, pessoas e coisas.

Acho que não preciso nem dizer qual é a mais valorizada pela nossa cultura ocidental: a extrovertida.


As pessoas valorizam tanto que nem permitir que alguém chore em velório, vivencie o luto, se guarde até passar a dor da perda, nossa sociedade permite.

É muito comum quando há uma dor grande ouvir conselhos de ir ao shopping, a um bar, deixar isso pra lá. Sei que é natural querermos evitar o sofrimento mas fingir que não acontece não quer dizer necessariamente evitar.

Ambas atitudes tem pontos positivos e negativos.


 O Extrovertido foca seu interesse no mundo externo e corre o risco de acomodar-se ao meio e caminhar junto a ele o que pode fazer com que se esqueça de si, desgasta-se exageradamente podendo chegar a um ponto de exaustão.

Ele também precisa usar processos de introversão para não perder o contato com seus sentimentos e pensamentos. Ele tende a ser impulsivo; é sociável, primeiro age depois pensa; reage prontamente aos estímulos externos.

O Introvertido tende a focar sua atenção ao seu mundo interno e isso é bom no sentido que os aspectos subjetivos da realidade são tão reais quanto os aspectos objetivos.


Por isso não podemos ignorá-los. O introvertido não é necessariamente egocêntrico ou egoísta pois a disposição introvertida já existe antes da estruturação do ego.

Ele prefere compreender o mundo primeiro, antes de vivenciá-lo. Ser introvertido não é ser tímido: há extrovertidos que apesar de ficarem bem atentos ao mundo ao seu redor, são timidos pois a timidez tem a ver com o receio do que o outro vai pensar.

Há introvertidos que não tem receio da rejeição de outros. É hesitante e subjetivo; tem postura reservada e questionadora; primeiro pensa depois age.

Enfim, quando conhecer alguém, lembre-se que uma dessas duas atitudes é predominante nesta pessoa. Não que ela não tenha a outra mas com certeza uma predomina. Isso pode explicar muitos dos nossos comportamentos, antes que possamos julgar alguém.

sábado, novembro 03, 2012

Não apresse o rio, ele corre sozinho!



"A vida para mim é um rio tranquilo cantando suas canções o tempo todo. A felicidade é um dom na minha vida, um acordo feliz com o Criador."
 
Marcelo Bandeira

terça-feira, outubro 30, 2012

Quando um casal decide se afastar




"É como desenformar bolo mal acabado. Sempre fica pedaço na forma... Pedaços que doem num ou noutro..."



Marcelo Bandeira
 

Pode o amor resignar-se? Pode o amor manter-se perplexo? Existe uma fragilidade insuspeitada no amor,
que pode torná-lo apático, indiferente?
O amor pode se perder, ser acometido de um estado permanente de inconsciência?

Acredito que não. Definitivamente, não.

O amor muda o significado das coisas, modifica o lugar das coisas, muda o tempo das coisas.

O amor, quando existe, é inextinguível. Sob determinadas circunstâncias ele simplesmente permanece incólume em algum lugar interno. Lugar indestrutível, inantigível pelas dificuldades da vida: o mais profundo refúgio, casamata, bunker, a última fonte vital de que dispomos para extrairmos energia, entusiamo, esperança, para intervir sobre um mundo tão dilacerado pela desumanidade e pelo egoísmo.
Pode um amor acabar?


sexta-feira, outubro 26, 2012

O que é Proscratinação?




Como qualquer outra doença, a "desculpite" vai piorando se não for tratada adequadamente.
 Quem é vítima dessa doença da mente assim raciocina: "Não estou indo tão bem quanto devia.
Que álibi poderia apresentar para salvar as aparências?
Vejamos:
saúde má?
 falta de instrução?
idade demais?
mocidade demais?
 má sorte?
 infelicidade?
 a esposa?
 a educação que recebi de minha família?"

 Uma vez que a vítima da doença do fracasso tenha escolhido uma "boa" razão, apega-se a ela, e nela se apóia para explicar a si e os outros por que não progride.

Vamos pensar um pouco mais sobre o que estamos deixando para fazer amanhã. Por que não fazer agora?

É. AGORA!!
Dizer que ama, agora.
Começar um exercício físico, agora.
Mudar a vida, agora.

A maioria das doenças (ansiedade e depressão) são doenças relacionadas ao passado ou ao futuro.
Damos desculpas a nós mesmos, que tentam justificar nosso comportamento 'procrastinador'.

"Ah! deixa para depois. Só vou fazer quando eu tiver dinheiro" ou "... quando eu for magro"

São pensamentos racionalizadores de fuga, que vem da falsa ilusão, como se houvesse uma  magia, de que um dia conseguiremos realizar, mas esse dia não chega nunca.

Pare de deixar para amanhã o que pode fazer hoje! 

(quem deseja aprofundar no assunto leia: O PODER DO AGORA)

quarta-feira, outubro 24, 2012

Isso também passará



A vida é tão amorosamente surpreendente que, às vezes, no auge da nossa tristeza, ela aparece com um presente que faz diminuir o tamanhão da nossa dor.
Ele não cura, mas a gente lembra que a oportunidade de viver é algo bem maior, bem mais precioso, bem mais bonito,
enquanto o desembrulha."

Ana Jácomo
 

segunda-feira, outubro 22, 2012

O Enigma da rosa!


 Estava eu aguardando meu voo neste final de semana com  duas amigas.. foi então que, durante conversas e maquiagens no banheiro, vimos algo que nos instigou e rendeu muitas reflexões. Trata-se de um enigma que estimula o universo feminino.

É certo que as rosas instigam romantismo às mulheres. Receber rosas de alguém é um deleite de sonhos, é um brilhantismo muito específico do mundo feminino. Talvez os homens nem saibam, mas as rosas são como um encantos que podem ser presenteados!

Não pude deixar de lembrar-me da primeira vez que ganhei rosas... fui tomada por um sentimento único e glamouroso. Era muito nova ainda, estava no segundo grau, pré-vestibular (como se dizia antigamente, acho que hoje é ensino médio) enfim naquela época em que temos as primeiras fagulhas do que pensamos ser amor.

Foi então que, durante uma aula, toda a turma se virou para ver um lindo bouquet de rosas através do vidro da porta. É isso mesmo, mandaram entregar na sala de aula. O entregador esperava a hora do recreio para então entregar a sua encomenda. Todas as meninas ficaram alvoroçadas pela curiosidade em saber para quem seriam as lindas rosas.

Para minha surpresa, chegada a hora do recreio, qual estupefata fiquei quando meu nome foi chamado, ou melhor fiquei vermelha e cheia de dúvidas. Como assim para mim? Logo, pela minha timidez, pensei que era engano, pois pensava quem haveria de ter tido a ousadia de me expor daquela forma? Quem seria esse que gostaria que todos soubessem que eu era especial? Claro, no fundo eu estava fervilhando de emoções!!

Fiquei primeiro com raiva, medo, susto, alegria, tudo misturado. Por alguns minutos, fui alvo de todos os olhares da turma, as meninas davam gritinhos e diziam: “Abre o cartão, abre, abre. De quem é?”

Sim, é mesmo, havia um cartão, minha timidez havia me congelado...

Bem, voltemos então ao aeroporto, lá do início, estávamos no banheiro e vimos uma linda rosa vermelha, jogada no lixo. Jogada não, pois uma rosa acho que não é jogada
Mas uma rosa deixada ali, no lixo!

Olhamos a cena! Arquétipos logo foram acionados. Por que alguém jogaria uma rosa no lixo? Considerando toda simbologia que ela representa para nós mulheres. 

(Até hoje só conheço uma mulher que não gosta de receber flores, uma amiga muito querida, a qual as flores a lembram do funeral de seu pai.)

Ficamos ali pensando e analisando a situação. A primeira amiga, que tem um modo muito prático de pensar, disse que o motivo teria haver com a inconveniência de receber uma rosa em pleno aeroporto, isso então teria feito a moça a deixar no lixo.

Ah! Mas recebida de alguém que se tem afeto, jamais seria motivo para tamanha exclusão.

A outra amiga, assim como eu, pensamos que a rosa teria sido dada por alguém de quem foi causada grande mágoa, sendo o fato de deixar ali, como um ímpeto de vingança. Quem poderia ter sido assim tão ferida?

Sim, amigos, pois deixar uma rosa vermelha, fresca, como aquela, com seu lindo botão aberto não é algo assim simples, como atirar um chiclete no lixo.

Bem , enfim, gostaria de saber a opinião de vocês. Afinal qual seria a motivação de abandoná-la no lixo à sua própria sorte?

Então ajude-nos a resolver o enigma da rosa, ou ao que te remeteu esse breve relato, 
deixe sua versão....

sexta-feira, outubro 19, 2012

Para que serve uma paixão?

 



“Paixão é uma infinidade de ilusões que serve de analgésico para a alma. As paixões são como ventanias que enfurnam as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveriam viagens, nem aventuras, nem novas descobertas”.
Voltaire
 
Na paixão, além de sentir aquela sensação arrebatadora de se ver nos olhos do outro
também buscamos o que o outro é capaz de nos oferecer que não estamos sendo capazes de suprir em nós mesmos.
Paixão vem de repente, sem perceber ela nos arrebata,
mas tem hora e dia para acabar...
É, ela não dura muito. Já ouviu a expressão 'fogo de palha'?
E quando ela vai embora... transforma-se em tamanha dor.
Mas em sua inexorável forma vale pensar o que é que a outra pessoa te trouxe, para onde te transportou que você talvez não estivesse conseguindo se transportar só?
O que ela te ofereceu que você não estava sendo capaz de se oferecer?

Pense nisso...

domingo, outubro 14, 2012

Escolha o que vai sentir hoje!

 
"Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim.
 
 
Charles Chaplin

 

sexta-feira, outubro 12, 2012

Todo adulto foi um dia criança!

"Saiba: todo mundo foi neném
Einstein, Freud e Platão também
Hitler, Bush e Sadam Hussein...
Saiba: todo mundo teve infância
Maomé já foi criança, Arquimedes, Buda, Galileu
e também você e eu(...)"


 

Que o dia das crianças te inspire a despertar a sua criança interior...
 

quarta-feira, setembro 26, 2012

Noite escura da alma


“Chegará um dia em que você será perturbado por eventos inesperados. Uma parte de você vai morrer e você começará a procurar o elixir que trará essa sua parte de volta à vida.

Você vai buscar o elixir em amigos, amantes, inimigos, livros, religiões, países estrangeiros, heróis, músicas, rituais e empregos, mas não importa onde você procurar, o tesouro vai fugir de você.

Tudo parecerá perdido e você perderá toda a esperança de que essa poção mágica ainda exista. Esta será a mais escura das noites e a promessa da morte certa vai levar você para o abismo do desespero.

Mas olhando para o abismo você vai ver a luz da sua própria alma iluminada. Seu brilho irá transformar o abismo no elixir da vida e, pela primeira vez, você vai perceber que durante todo o tempo era sua própria luz que você estava procurando.

 

Jackson Kiddard

segunda-feira, setembro 24, 2012

O que você faria se não sentisse medo?

O MEDO DE NOS APRESENTARMOS EM PÚBLICO E... RECUAMOS!

O MEDO DO NOVO E... RECUAMOS!
O MEDO DE NÃO AGRADARMOS E... RECUAMOS!
O MEDO DE ENFRENTARMOS UMA SITUAÇÃO E... RECUAMOS!
AH, O MEDO... ESSE SENTIMENTO QUE NOS IMPEDE DE ULTRAPASSAR O PORTAL PARA UM MUNDO MARAVILHOSO E CHEIO DE OPORTUNIDADES.
O MEDO É UM SER PEQUENO QUE SUSSURRA LHE PEDINDO: RECUE!
 
 
 
TEXTO DE TOM R.

A vida é um ser gigante que grita lhe ordenando: AVANCE!

O medo vem motivando o mundo ao longo dos anos. Países destroem nações por medo de serem dominados.

E no seu mundo interno?
O que você tem feito motivado pelo medo?
O medo de ser rejeitado nos faz sermos bonzinhos com os outros e péssimos conosco.

O medo é um sentimento que atrai mais medo.
Mulheres passam a vida com homens que a maltratam por medo de não conseguir tocar a vida com a própria coragem. Mas o que pode ser pior do que estar ao lado de alguém que agride (verbal ou fisicamente)

O medo de estar só...


Determinação produz acerto. Querer, portanto, é poder.
Não querer é o começo do fracasso.
Quanto antes entendermos que somos reféns das crenças que produzimos em nossa vida, e em volta dela, nossa caminhada será mais fecunda.
Toda pessoa que não gasta por medo de ficar sem dinheiro, um dia irá ficar precisando dele.

Toda pessoa que não gasta, consciente de que está é uma forma de garantir a sua aposentadoria, irá ter um final de vida tranquilo.
No fundo, é praticamente a mesma coisa, plantada, contudo, com ENERGIA diferente.


 Se plantarmos a falta, ela acabará acontecendo. Se plantarmos prosperidade ela acabará vindo.

Ora, precisamos ter consciência de que somos pura essência e que viveremos com a energia a qual temos capacidade de produzir em nossas mentes, palavras e atitudes.

Não é plantando medo que se gera coragem.


sexta-feira, setembro 21, 2012

Se você pensa em desistir

   ... jamais chegaria aonde cheguei se só andasse em linha reta. Tive que voltar atrás, andar em círculos, perder dias, perder o rumo, perder a paciência e me exaurir em tentativas aparentemente inúteis pra encontrar um quase endereço, uma provável ponte: a entrada do encontro. Acertei o caminho não porque segui as setas, mas porque desrespeitei todas as placas de aviso.

Marla de Queiroz

quinta-feira, setembro 20, 2012

sexta-feira, setembro 14, 2012

Já se olhou no espelho hoje?

 
"Hoje eu acordei numa casa diferente, num quarto diferente, sem nenhuma muleta, sem nenhuma maquiagem, meus amigos estão ocupados, meus pais não podem sofrer por mim. Hoje eu acordei sem nada no estômago, sem nada no coração, sem ter para onde correr, sem colo, sem peito, sem ter onde encostar, sem ter quem culpar.
Hoje eu acordei sem ter quem amar, mas aí eu olhei no espelho e vi, pela primeira vez na vida, a única pessoa que pode realmente me fazer feliz"



Tati Bernardi

quinta-feira, setembro 13, 2012

Você sabe o momento de partir?


"Penso em me separar  da minha mulher, mas não quero magoá-la o que devo fazer, pois não sinto mais o mesmo de antes, não quero que ela sofra.."
 
Recebi este email e o leitor pediu para divulgar.

O que tenho a dizer sobre isso?


Ninguém acorda pela manhã com a descoberta de que deseja se separar.
Isso é um processo, vamos nos percebendo aos poucos. Quem passa por essa experiência se submete a um recolhimento reflexivo aflitivo porque muitas vezes não consegue aceitar facilmente a realidade de seus sentimentos.
E até que perceba a impossibilidade da continuidade da convivência, vai-se vivendo o luto da perda de um amor, dos planos, dos projetos em comum.

Quem deixou de amar também perdeu um amor e passa um longo tempo muitas vezes se culpando, antevendo a dor de seu parceiro, desejando evitar que ele se magoe.
E muitas vezes, na tentativa de negar que os sentimentos apenas se esvaíram, na crença de que é preciso haver um motivo mais contundente para a separação, que não basta que o amor e o desejo tenham se esgotado, cometem-se equívocos.

Vilão e vítima


Comete-se o engano de acreditar que quem saiu da relação "está numa boa". Este é visto como o vilão da história, aquele que provoca o sofrimento. Mas não é bem assim que acontece...


Numa relação, que começou com a intenção de que fosse o mais duradoura possível, é claro que ambos caminham na direção de solidificar o casal. Espera-se que o amor seja para todo o sempre e por mais que se fique atento à evolução do relacionamento, o amor, o tesão, o interesse por perpetuar o vínculo pode acabar de um dos lados. Às vezes acontece de ambos irem perdendo o interesse gradualmente e quase ao mesmo tempo. Mas tenho visto muitos casos onde esse desinteresse é unilateral.
 


É um engano acreditar que quem deseja se separar "está numa boa". A diferença entre que sai e quem fica é que quem sai vive o luto antes da efetivação da separação."A diferença entre que sai e quem fica é que quem sai vive o luto antes da efetivação da separação."
E acrescente-se aí toda a coragem necessária para comunicar ao parceiro e administrar com equilíbrio os desdobramentos dessa decisão.

Cada qual à sua forma e nos seu tempo, vive a dor da perda, e passado o primeiro impacto é sempre bom ter consigo que nas relações de afeto não existe certificado de garantia e muito menos prazo de validade.


Este último trecho é da Psicoterapeuta Celia Lima

O presente é um presente!

recados para orkut


 

quarta-feira, setembro 12, 2012

segunda-feira, setembro 10, 2012

O que é a depressão??

 
Antigamente se chamava melancolia;
hoje se chama depressão e é considerada um dos maiores problemas psicológicos da humanidade.
 
Ela é descrita como uma sensação de desespero ou um estado sem esperança, uma perda de auto-estima sem nenhum entusiasmo ou interesse pelo ambiente.
 
Em adição, existem sintomas físicos de falta de apetite, falta de sono e uma perda da energia sexual.
 
Os tratamentos com eletrochoque foram largamente abandonados hoje em dia, e as drogas e a terapia verbal parecem ser igualmente efetivas.
  Explicações para a depressão têm variado do químico para o psicológico.



O que é a depressão?
É uma reação a um mundo depressivo, um tipo de hibernação durante 'o inverno de nosso descontentamento'?
É a depressão somente uma reação à repressão - ou opressão - ou é apenas uma forma de auto-repressão?




terça-feira, setembro 04, 2012

O que é o caráter oral?

Quando a cofiança não é adequadamente suprida na infância há uma fixação no caráter oral, assim expressa a bioenergética de Lowen.
Mas o que significa a pessoa de caráter oral?

São pessoas que vão em frente, mas sentem um buraco enorme, acompanhado de uma forte sensação de privação.
De forma inconsciente se recusam a crescer, pois ficam esperando o tinham direito de receber na infância e não receberam. O mundo todo deve algo a ela.

São pessoas que esperam muito que alguém supra suas necessidades de ser feliz, ou que através da compulsão tentam tampar o buraco afetivo.

Dessa forma, acham que deveriam ter um emprego e não que deveriam buscar um emprego.
Tudo deve vir até ela porque ela tem o direito de ser cuidada.

Idealiza a mãe perfeita!
É um indivíduo crítico, exigente, muitas vezes apresetna um caráter opositor.

Não consegue construir (um bebê não precisa construir)
O adulto precisa realizar, mostrar.
É difícil para este tipo de adulto entrar em contato com sua falha básica, pois tem um buraco em sua personalidade.

A bioenergética analisa essas pessoas com tipo físico que acumula gordura nas pernas (pernas roliças).
Possuem o peito entrado para dentro, que representa uma dificuldade de acreditar em si. Sua postura frágil demonstra uma relação precária com a mãe.

Sente o coração pouco nutrido.
Não são pessoas fáceis de lidar, pois seu senso de justiça não é real. Foi alguém injustiçado em seus direitos básicos, porisso há uma dificuldade de contato com a realidade.

Esse tipo de caráter não se admite como possível agente de transformação, pois espera que alguém resolva por ela (criança).

A realidade não tem que ser justa ou não. Nós é que temos que lidar com ela e transformá-la.


 

domingo, setembro 02, 2012

O perigo da indecisão



Disseram a Osho:
Estou apaixonada por outro homem, no Canadá, e estou num conflito porque também me sinto muito apaixonada pelo meu marido.

Isso simplesmente quer dizer que você ainda quer que algum tipo de conflito e discórdia continue.

Isso pode não ser amor por outro homem; isso pode ser apenas amor pelo conflito. Amamos os conflitos porque, com eles, nos sentimos poderosos.

Quando tudo está indo bem, a gente sente como se nada estivesse acontecendo. A gente sente como se a vida fosse vazia. Se a vida está realmente harmoniosa, nos sentimos vazios...nenhuma excitação, nenhum pontapé, nenhuma emoção.

Assim, as pessoas dizem que elas gostariam de uma vida bem pacífica, mas ninguém realmente deseja isso - do contrário, ninguém está criando qualquer barreira. Assim elas prosseguem falando sobre isso e continuam buscando por uma vida pacífica – e continuam criando perturbações.

De fato, essa divisão mostra algo dividido em você. Quando alguém ama duas pessoas, isso simplesmente mostra que em algum lugar existe uma divisão interior, você não é uma. Daí a insistência que se você puder amar um isso irá ajudar, porque isso lhe tornará uma.

Se você não puder amar seu marido totalmente, deixe-o. 



 Então escolha. A decisão é boa porque lhe torna decidida. Não se demore porque isso também é uma decisão... uma decisão de permanecer indecisa. Escolha.

A vida é uma decisão contínua de momento a momento. Você não pode ir por todos os caminhos. Se você quer vir à Índia, você tem que deixar o Canadá. Se você quer viver no Canadá, você precisa deixar a Índia. Você não pode viver em todos os lugares. Não podemos nos espalhar por toda a terra. Iremos perder nosso ser totalmente. Temos que permanecer centrados.

Portanto, não somente com o amor, em relação a tudo: seja decisiva. Eu sei, eu compreendo que isso é duro. Às vezes é somente meio a meio. Parece difícil decidir, mas mesmo assim a gente precisa decidir.

Permanecer numa indecisão por muito tempo é muito perigoso. Isso lhe dá uma qualidade de ser indeciso.


 E se a pessoa aprende esse truque, então a pessoa desperdiça toda sua vida. Então nas pequenas coisas a pessoa começa a ficar indecisa também. A pessoa retarda, retarda... hesita. E também se houver muito retardamento e hesitação, será muito difícil dar o salto final para Deus, para o divino.

O amor é um aprendizado... a primeira lição da religião. Ele lhe ajuda a decidir. E se você puder decidir, na própria decisão algo dentro de você se cristaliza. Você verá isso. Se não você irá ficar bifurcada, você se tornará uma esquizofrênico: uma parte indo nessa direção e outra parte indo naquela direção. Uma casa dividida está sempre em perigo. Pode cair a qualquer momento.

Então você decide. Não digo para você decidir pelo seu marido – não estou dizendo isso – mas decida. Se você realmente quer ser feliz, seja decisiva. É preciso coragem para decidir, quase a coragem de um jogador, mas a vida é assim, mm?

 Nada é barato na vida, pelo menos não o amor. Ele exige. E essa é a beleza dele – que ele exige. Essa própria exigência lhe dá uma sintonia, um espírito... integridade, individualidade.

Osho, em "Be Realistic: Plan for a Miracle"
Fonte: Osho.com

 

segunda-feira, agosto 27, 2012

Dia do psicólogo: SER TERAPEUTA

 


O papel do terapeuta é uma questão muito delicada e complexa.
Em primeiro lugar, o próprio terapeuta sofre dos mesmos problemas que ele está tentando resolver nos outros. O terapeuta é meramente um técnico. É possível que consiga fingir e enganar a si mesmo de que ele é um mestre – este é o grande perigo de ser um terapeuta. Mas basta um pouco de compreensão e as coisas não serão as mesmas.

Primeiramente, não pense em termos de ajudar os outros. Isto dá-lhe a impressão de ser um salvador, de ser um mestre – e pela porta dos fundos o ego volta a entrar. Você torna-se importante, você é o centro de grupo, todos estão olhando para você.

Esqueça a idéia de ajudar. Ao invés de “ajudar” use a palavra “compartilhar”. Você compartilha o seu insight, compartilha tudo o que você tem. O paciente não é alguém inferior a você. O terapeuta e aquele que se submete à terapia estão ambos no mesmo barco; o terapeuta é apenas um pouco mais instruído. Esteja consciente do fato de que seu conhecimento é emprestado. Nunca se esqueça, nem por um momento, que aquilo que você sabe ainda não é sua experiência própria, e isso ajudará as pessoas.

O homem é um mecanismo muito sutil. Ele funciona do dois lados: o terapeuta começa a tornar-se o mestre, e o ao invés de estar ajudando, está destruindo algo no participante, porque este também aprenderá unicamente a técnica. Não haverá um compartilhar de amor e carinho, não haverá uma atmosfera de confiança, mas sim uma atitude de “você sabe mais, eu sei menos .
 
Seja desde o principio uma pessoa autentica, amorosa... e eu faço absoluta questão de insistir que nada há mais terapêutico do que o amor. A técnica pode ajudar, mas o verdadeiro milagre acontece através do amor. Ame as pessoas que participam da terapia, torne-se uma delas, sem a menor pretensão de ser superior ou mais santo.
Deixe claro, logo de inicio: “ essas são as técnicas que aprendi, e um pouco da minha experiência. Eu lhes darei as técnicas e compartilharei minha experiência...
Em outras palavras, estou falando de um conceito totalmente novo de terapia. O terapeuta é um mero coordenador. Ele tenta apenas tornar o grupo mais silencioso, sereno; ele permanece atento para que nada saia errado....é mais guardião do que mestre.
E também deve deixar claro: “também estou aprendendo enquanto você comartilha sua experiência".
 
 E quando estou ouvindo vocês, não se trata apenas dos seu problemas; esses são também meus problemas. E quando estou dizendo algo, não estou apenas dizendo, estou também escutando.”
Na verdade, ao compartilhar os seus segredos, as suas fraquezas, as suas vulnerabilidades, você torna os outros mais seguros, mais amorosos, mais confiantes em você. A sua confiança desperta a confiança deles em você, e quando vêem que você é  tão aberto e tão disponível, eles começam a se abrir; esta é uma reação em cadeia.
 
Palavras de Osho
 
feliz dia do psicólogos a todos queridos colegas,
que possamos reconhecer a grandeza dessa profissão tão linda.
 

domingo, agosto 26, 2012

Confusão!



 
"Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!
 
 
 
existem coisas na vida que nos chamam, são aquelas que queimam dentro e enquanto não realizamos não conseguimos seguir adiante...

sábado, agosto 25, 2012

Qual o tamanho da régua que mede você?



"Ninguém pode fazer você se sentir inferior sem seu consentimento"
 Eleanor Roosevelt


Podemos cair e ficar choramingando ou nos levantar e enfrentar os mais diferentes adversários com nossa dignidade e auto-estima.
Não deixe na mão do outro a régua que mede seu valor.
A mais atraente de todas as qualidades chama-se DIGNIDADE!

quinta-feira, agosto 23, 2012

Você consegue se desapegar?


"Agradeça a todas as pessoas, coisas e fatos que se vão.

 Novas e boas coisas estão chegando. Ao abandonar o passado, agradeça a ele. Não persiga quem se afasta de você.

 Abandone o apego. As pessoas se vão porque já cumpriram a tarefa de contribuir de algum modo para o desenvolvimento de sua alma. Se alguém quer se afastar de você, agradeça-lhe por tudo e deixe-o partir. Neste momento, prepara-se uma “vaga” para ser ocupada por um novo amigo ou um novo amor."

 
Masaharu Taniguchi

 

sábado, agosto 18, 2012

Estamos aqui só de passagem...


"Num momento estava lá, no momento seguinte desapareceu.
Em determinado momento, estamos aqui, e em outro momento já passamos.
E por este simples momento, quanta confusão nós armamos, quanta violência, ambição, luta, conflito, raiva, ódio.
Apenas por um momento tão breve!
Estamos tão-somente aguardando o trem na sala de espera de uma estação, e criando tanta confusão!"
...

terça-feira, agosto 14, 2012

Despir-se de si mesmo..


Cada individualidade é uma manifestação do viver total: é preciso buscar o que é comum e o que é especifico, sendo assim é essencial o constante retorno da parte ao todo e vice-versa.
Compreensão não é um procedimento fechado: nada pode ser entendido de uma só vez e de uma vez por todas.

Psicoterapia nesse sentido revela-se um processo artesanal, onde não há observador imparcial, o investigador é parte da realidade que investiga.
Pensando sob o ponto de vista que a psicoterapia é por si só um processo dialético, que se torna a arte de pensar, interrogando, buscando ao mesmo tempo o consenso e as contradições. Não existem generalizações, considerando que desde o primeiro encontro se revela em permanente desenvolvimento, ao mesmo tempo parte de uma verdade maior.

Metodologicamente é necessário desvendar as múltiplas relações das coisas entre si, que elege a intersubjetividade como chão de análise; as contradições internas dos fenômenos apresentados pelo paciente, cliente, como queiram.

Algumas pessoas me perguntam como sei se a pessoa está mentindo ou não, sendo que para  a psicoterapia, na perspectiva fenomenológica, o contexto da experiência é também o lugar da falsidade fática.  Há para o terapeuta a necessidade de ir além da história pessoal e demarcar o contexto sócio-histórico que se insere aquela vida que ali se apresenta a ele.

Sendo assim, a mentira é também parte da história daquele que se apresenta, pode representar uma verdade inconsciente, um desejo, uma pulsão.

Para compreender o outro tem que se despir de si mesmo, sem haver uma verdade pronta e ter disposição e capacidade de se surpreender. A princípio não interpretar e sim escutar, porisso a psicoterapia é a arte de desenvolver constantemente a empatia.

Busca-se sentido e não a verdade essencialista...
Postura de respeito: exige um teor de racionalidade nos contextos e atores analisados, entendendo a linguagem como espaço de consensos e contradições onde se estabelecem diferenças, contrastes, dissensões e rupturas de sentido.

Na psicoterapia, ou processo psicoterapêutico  Liberdade e necessidade se  condicionam mutuamente

Sendo assim a psicoterapia, na perspectiva fenomenológica, é um espaço que pretende Superar a dicotomia entre estrutura e sujeito, entre qualidade e quantidade, entre objetividade e subjetividade.

Constelações Familiares e o poder do AGORA

créditos de imagem para sandragamero.com Se você ainda não conhece a prática das constelações familiares esta é uma excelente oportuni...